Alessandro Puga REPRESENTANDO LOJAS DO SEGUIMENTO JOVEM

Alessadro Puga, Darci Piana e Said Khaled Omar.
Alessadro Puga, Darci Piana e Said Khaled Omar.

 

Alessandro Puga REPRESENTANDO LOJAS DO SEGUIMENTO JOVEM, Presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac ‘ DARCI PIANA ‘ e o Presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Paranaguá, Said Khaled Omar.. Na transferência de terreno da Prefeitura ao Senac, para construção e instalação da nova Unidade de Educação Profissional em Paranaguá. O Senac contará com aproximadamente nove áreas pedagógicas para cursos de enfermagem, hotelaria, gastronomia e turismo e cinco laboratórios, como na área de informática e saúde. MUITO BOM PARA O COMÉRCIO LOCAL SEGUNDA GERADORA DE RECURSOS FINANCEIROS DE PARANAGUÁ, BOM PARA O TURISMO FONTE LIMPA DE RENDAS.

I CILCOTURISMO NO GUARAGUAÇU

Loja Mundo Aventura Organiza Cicloturismo no Guaraguaçu.

Loja Mundo Aventura Organiza Cicloturismo no Guaraguaçu.

I CILCOTURISMO NO GUARAGUAÇU promovido pelo MUNDO DE AVENTURA ECOTURISMO e apoio da FAFIPAR (evento fez parte do IX Festival de arte e cultura do litoral paranaense).
Quem viveu há 6 mil anos no Litoral do Paraná? Como viveu e seus hábitos alimentares? são algumas das respostas que podem ser obtidas numa montanha de conchas, chamadas de sambaqui. A palavra é uma derivação de tambaqui, que em tupi-guarani significa exatamente “amontoado de conchas”. O Sítio Arqueológico do Guaraguaçu, localizado no município de Pontal do Paraná, recebeu no dia 14 de julho o I Cicloturismo, evento que está inserido no IX FESTIVAL DE ARTE E CULTURA POPULAR DO LITORAL PARANAENSE.
O percurso teve inicio na Rodovia PR – 407 (Paranaguá – Praia de Leste), junto à Ponte do Guaraguaçu, estendendo-se pela estrada ecológica Domingos Mesquita Sant’Ana, por 9 km, até a Aldeia Indígena dos M’Byá e mais 25 min até o Sambaqui. Em todo o caminho, o participante pode apreciar a natureza, uma grande extensão, ainda preservada da Mata Atlântica, conhecer a variedade artesanal da região e viajar pela historia do nosso Litoral.
Chegando ao nosso destino, o Sambaqui, fizemos uma parada para um lanche acompanhado de uma apresentação musical.
Esse passeio, foi acompanhado por profissionais responsáveis pelas áreas de História, Meio Ambiente, Saúde e Eco Turismo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Mundo de Aventura Ecoturismo oferece diversos pacotes turísticos no litoral paranaense como pedaladas ecológicas, montanhismo, surf trips pelas ilhas, turismo de experiência, etc…

ASPAR ”Associação de Surf de Paranaguá” passa a ser de utilidade pública.

ASPAR ''Associação de Surf de Paranaguá''.

ASPAR ''Associação de Surf de Paranaguá''.

O surf paranaense conquistou uma vitória importante. Entretanto, ela não foi obtida em cima da prancha, e sim, fora dela. Em sessão realizada no último mês, na câmara de Paranaguá, os vereadores votaram favoráveis para que a Associação de Surf de Paranaguá (ASPAR) seja transformada em entidade de utilidade pública e assim, consiga de forma mais transparente, buscar verbas do poder públicos para desenvolver ações sócio-esportivas e fomentar ainda mais o esporte no estado.

A mudança foi proposta pelo vereador Leite Junior e aprovada por unanimidade pelos edis presentes no plenário, o que deixou diretores e surfistas contentes com a decisão. “Achei muito importante à votação dos vereadores para que a ASPAR se torne de utilidade pública. Nosso intuito é movimentar não só o surf, mas todas as ações que se ramificam através deste esporte, sejam elas na cultura, no meio-ambiente, combatendo às drogas, promovendo a interatividade entre pessoas, o espírito de confraternização e competição. Queremos fazer com que esta modalidade seja um canal de inclusão social entre os jovens e a transformar em uma entidade de grande utilidade para o parnanguara e atletas da região”, disse o presidente da associação, o surfista profissional, Alessandro “Puga” Gaspar. “Sempre estivemos preocupados em usufruir das leis e acho que após este processo, conseguiremos verbas para aplicar na área de saúde, meio-ambiente, e até em competições, para que o grau de competitividade entre os atletas cresçam e o esporte se desenvolva”, completa.

De acordo com Puga, a decisão de mudar a ASPAR para entidade utilidade pública, mostrou que os vereadores também estão preocupados com o esporte no município. “A proposta foi aprovada por unanimidade e temos que agradecer a indicação do vereador Leite Junior pela iniciativa. Foi uma decisão coerente e isso mostra que nossos governantes estão mais voltados para a questão do esporte. Hoje, é mais fácil prevenir que uma criança caia nas drogas, do que abrir os cofres públicos para ajudar na sua reabilitação. E também porque o surf atrai turistas e o turismo é um das principais fontes de renda de Paranaguá, principalmente na baixa temporada”, finaliza.

Presidente da ASPAR, Alessandro Puga comemora conquista

Presidente da ASPAR, Alessandro Puga comemora conquista

 

Surfistas

Não foi apenas a diretoria da ASPAR que comemorou o resultado da votação dos vereadores, surfistas também acreditam que, á partir de agora, a associação poderá contribuir ainda mais com o desenvolvimento do esporte no litoral do Estado. “Já faz algum tempo que a associação de surf vem batalhando para conquistar melhorias para os atletas. No entanto, a nossa maior dificuldade sempre foi a falta de verba, não só para competir, mas também para realizar ações voltadas para os jovens, como campanhas de prevenção contra as drogas e o projetos que já poderiam estar sendo desenvolvidos com crianças residentes em áreas de risco. É uma vitória de todos”, disse Amani Valentin, atleta profissional. “Para nós, que ainda estamos buscando nos profissionalizar, esta é uma notícia ótima. Sabemos que, á partir do momento que a ASPAR passar oficialmente a ser de utilidade pública, o surf poderá receber mais incentivo e assim, se transformar em um modalidade mais acessível para todos, pois terá mais dinheiro para desenvolver seus projetos e ações visando os competidores e adolescentes de baixa renda”, completa o surfista amador, Cleverson Gonçalves.

Circuito Paranaense de Skate

Atletas parnanguaras fazem bonito na terceira etapa

 

Skatistas locais marcaram presença em mais uma etapa do Estadual

Skatistas locais marcaram presença em mais uma etapa do Estadual

Os skatistas parnanguaras fizeram bonito na terceira etapa do Circuito Paranaense de Skate Amador de 2012, realizada no último final de semana, em São José dos Pinhais. Mesmo não conquistando o primeiro lugar no pódio, os atletas locais mostram muita técnica em cima do “carrinho” e deram uma mostra da evolução pela qual vem passando a modalidade no litoral do Estado.

A competição, organizada pela Federação de Skate do Paraná (FSP), em conjunto com a prefeitura municipal, através da secretaria de esporte e lazer, contou também com a parceria da associação de skate de São José e reuniu centenas de competidores na Praça do Verbo Divino (reduto de skatistas).

Dispostos a brigar pelos mais de R$ 4 mil em premiações, os atletas foram divididos por categorias. Os skatistas mirins, infantis e femininos foram os primeiros a entrar na pista e voltar às manobras, na abertura da etapa. No dia seguinte, o show ficou por conta dos esportistas amadores I e II.

Com o intuito de dar uma maior transparência para a disputa, a federação paranaense contratou árbitros experientes para avaliar o desempenho dos atletas. Cristian Barrera (o chileno), Michel Simonetto e Danilo do Rosário (profissional) foram os responsáveis pelas notas.

O melhor resultado de Paranaguá foi o segundo lugar na categoria iniciante, obtido pelo skatista Jorge Santos (Jorginho). No entanto, Lucas Gabriel (Lukinha), Lucas Elias (Foca), Beatriz Chimanski, Fernando Henrique (Ferpa) e Wellison Torres (Léo) também tiveram um bom desempenho em São José dos Pinhais.

Puga acredita que união dos empresários que trabalham com o segmento jovem é importante para o esporte

Puga acredita que união dos empresários que trabalham com o segmento jovem é importante para o esporte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para viabilizar a ida dos atletas parnanguaras para a terceira etapa do circuito, os empresários locais, proprietários de lojas do segmento (Puga Surf Shop, Paralelas e X-Factor) viabilizaram o transporte para os competidores. “É sempre importante incentivar a prática do esporte, independente de qual seja. Vimos que os skatistas parnanguaras estavam com dificuldades para ir disputar a etapa do Estadual e, em parceria com outros empresários, conseguimos disponibilizar uma van, que os levou até São José dos Pinhais. A união de forças das empresas do segmento jovem também vem contribuindo para que nossa cidade seja sempre representada por todo o Estado”, frisa o empresário Alessandro Gaspar, proprietário da Puga Surf Shop.

 

Padrinho Cultural

Projeto completa um ano de atividades em Paranaguá


Aulas de dança, arte, desenho, capoeira e teatro são oferecidos pelo projeto.

Aulas de dança, arte, desenho, capoeira e teatro são oferecidos pelo projeto.

 

Mesmo lutando diariamente contra a falta de apoio, o projeto “Padrinho Cultural”, que tem como objetivo levar cursos gratuitos de dança, teatro, desenho, capoeira e musica a crianças e alunos de baixa renda, está completando um ano em Paranaguá.

Com muita força de vontade e dedicação, o trabalho, que também visa ocupar o tempo ocioso dos parnanguarinhas no contraturno escolar, já formou, artisticamente, desde que foi implantado nas escolas públicas da cidade, mais de 2.000 jovens.

Contanto apenas com o apoio da Fundação Municipal de Cultura (Fumcul), o “Padrinho Cultural” vive exclusivamente da venda de produtos alusivos as suas ações, como cadernos, CDs e camisas e suas aulas atualmente são realizada na Igreja Geração Apostólica (Emboguaçu), nas Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental Presidente Castelo Branco (Vila Horizonte), de Ensino Fundamental Graciela Elizabete Almada Diaz (Ilha dos Valadares) e na Rural Teodoro Valentim (Ilha do Mel) e também no Cine Teatro Municipal. No entanto, uma boa notícia animou os coordenadores e também as crianças que participam dos cursos do projeto. Recentemente, um empresário parnanguara firmou uma parceria com o “Padrinho Cultural” e estará, á partir de agora,  atuando como uma espécie de “patrocinador” das ações desenvolvidas no município. “Nosso principal obstáculo ainda é a falta de apoio. Para se ter uma idéia, em um ano de trabalho desenvolvido aqui, nunca tivemos uma empresa atuando como nossa parceira. Entretanto, a poucos dias, o empresário Alessandro Gaspar, resolveu abrir a porta de sua loja para nós e desde então, começou a atuar como nosso primeiro e grande parceiro. Acredito que á partir de agora o projeto só tende a crescer mais e mais”, conta Celso Amorim, idealizador do “Padrinho Cultural”. “Temos que ressaltar a atitude desta pessoa, que reconheceu nossa importância diante da sociedade. Cada não que recebo acaba me deixando mais forte parta continuar a batalhar pelas crianças do projeto. Todavia, quando recebemos um sim, nossa expectativa de formar bons atores e músicos num futuro não tão distante, aumenta”, completa.

Puga acredita nas ações do projeto e atua como parceiro nas ações.

Puga acredita nas ações do projeto e atua como parceiro nas ações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Patrocínio

Além de surfista profissional, Alessandro Gaspar é empresário do ramo de surf e sempre manteve forte ligação com o esporte e a cultura. Ele garante que já apóia outros artistas locais e até mesmo grupos de teatro, mas admite que, depois conhecer de forma mais aprofundada o trabalho do “Padrinho Cultural”, sentiu necessidade de fazer algo pelo projeto. “O surf tem suas ramificações, como as músicas, roupas e tudo que é ligado a este modalidade e como minha ligação com este esporte é muito grande, consegui, através dele, expandir meus pensamentos e idéias. Foi então que, senti a necessidade de estar junto com o “Padrinho Cultural”, que é um projeto que desenvolve um trabalho muito bonito para sociedade. Ficamos felizes por saber que a família “Puga Surf Shop” está atuando como um incentivador e contribuindo para que nossos jovens não trilhem o caminho errado. A população nos ajuda tanto com a comercialização de nossos produtos que nos sentimos honrados em firmar esta parceria”, finaliza.